Passar para o Conteúdo Principal
Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Atelier Restauro

O Atelier de Restauro, resulta de um dos objetivos estratégicos da Câmara de Vimioso, no sentido da valorização e em especial da preservação e conservação do património religioso  'cada vez mais alvo de intervenções pouco criteriosas e assentes em bases pouco científicas e rigorosas' constituindo, pois, a Conservação e Restauro do nosso Património.

Este trabalho assenta no princípio de intervenção mínima procurando travar processos de degradação e ainda actuar sobre os agentes de deterioração, sabendo que à partida todas as intervenções modificam a obra.
O objectivo é passar ao observador a genuinidade do trabalho respeitando o que de original ainda consegue ser preservado até aos nossos dias.
As técnicas e materiais utilizados são escolhidos tendo em consideração a sua compatibilidade com os objectos, a sua estabilidade no tempo, e a sua reversibilidade, salvaguardando deste modo a integridade física do objecto original. São por isso escolhidos e utilizados materiais compatíveis com os materiais originais que se degradem o mínimo possível quer do ponto de vista químico, quer do ponto de vista físico e aqueles que mais facilmente e em maior percentagem possam vir a ser eliminados sem prejuízo para o espólio artístico, não são utilizados qualquer tipo de produtos que modifiquem definitivamente os materiais originais quer na sua composição quer no seu aspecto.

Conservação e restauro assenta em 3 princípios básicos:


Intervenção mínima;
Compatibilidade dos materiais;
Reversibilidade

Desmontagem

Ocorre normalmente em tectos e retábulos isto, para uma melhor correcção de desníveis, para verificar as deficiências das estruturas e rectificá-las, também se recorre á desmontagem para podermos fazer uma melhor limpeza mecânica e uma boa desinfestação de todo o tardoz, contra a acção dos agentes xilófagos e térmitas. Esta operação embora não seja visível ao observador, é uma das mais importantes no trabalho.

Fixação do ouro ou policromias

Processo utilizado com auxilio de seringas com cola diluída em agua ou primal diluído em agua para que não haja perca de ouro ou policromias no devido tratamento.

Limpeza mecânica

Consiste numa boa aspiração das peças com o auxilio de um aspirador e trinchas de pelo macio para não haver percas de ouro e policromia

Desinfestação

Tratamento curativo e preventivo do suporte, contra a acção de agentes xilófagos e térmitas, recorrendo ao auxilio de um pulverizador, por injecção ou por trincha

Preenchimento volumétrico(execução de talha)

Para uma melhor visualização do trabalho e este ter mais leitura e ser mais agradável ao observador, mas perceptível que houve intervenção remoção de repintes e purpurinas

Remoção de repintes e purpurinas
Limpeza química

É um processo complexo e moroso, que implica a realização de um teste de solventes prévio, de forma a identificar qual o solvente ou mistura de solventes mais adequado a cada caso sem danificar a textura original da peça.

Antes e depois
Reaproveitamento

Reaproveitamento de vários caixetões outrora existentes no tecto da capela mor da Igreja Paroquial de Junqueira
Reaproveitamento de um tapa pós da Igreja Paroquial de Vilar Sêco

Reintegração Cromática do tecto da capela mor da Igreja Matriz de Algoso

Devido às madeiras existentes serem de pinho e num estado muito avançado de degradação, e a pintura ser relativamente recente (1960),e em péssimo estado de conservação, optou-se por substituir as madeiras de pinho por madeira de boa qualidade (castanho) .

Retábulo da Capela de Santo Antão - Vimioso

Partilhar

Município de Vimioso

Praça Eduardo Coelho
5230-315 Vimioso

Telefone 273 518 120
E-mail gi.cmv@cm-vimioso.pt

© 2015 | Todos os direitos reservados

logo do apoio EU