Passar para o Conteúdo Principal
Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Ciência: Argozelo exibe exposições sobre os minerais

27 Agosto 2021

O Centro Interpretativo das Minas de Argozelo inaugurou as exposições “O mundo dos minerais em selos” e “O micromundo dos minerais e das rochas”, exposições que poderão ser visitadas até ao final do ano.

A exposição “O mundo dos minerais em selos”, consiste numa coleção de selos com ilustrações de minerais.
Segundo Maria Elisa Preto Gomes, professora e diretora do departamento de Geologia da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), a ideia desta exposição foi do professor Frederico Borges que colocou os selos sobre uma folha de acrílico, desenhou manualmente as fórmulas dos minerais e escreveu os textos com tinta da china.

IMG_3248-1024x768
De acordo com a docente da UTAD, a exposição é um curso básico de mineralogia que responde às seguintes questões: O que é um mineral? Como se designa um mineral? O que é uma azurite? O que é o polimorfismo? – as respostas a estas perguntas podem ser conhecidas através da exposição.
Os visitantes também poderão conhecer a utilidade dos minerais. Minerais, para quê? Qual é a sua utilidade? Que minerais são utilizados no fabrico de uma mó? Uma telha? Hoje em dia, para que servem os minerais? Servem por exemplo, para fabricar as alianças de ouro ou prata dos casamentos. Mas também as medalhas de cobre. Ou as tão faladas baterias de lítio para os telemóveis. Outros fins dos minerais são a fabricação de talco. Do vidro e da cerâmica. E claro, para a construção civil, com os tijolos, as telhas, etc.
A exposição em selos ainda responde às questões: como se encontram os minerais? E como se identificam? Há propriedades que permitem identificar de que material se trata. E para esta identificação são necessários instrumentos, como a lupa, a bússola, martelo, etc..

A segunda exposição intitulada “O micromundo dos minerais e das rochas”, permite ver os minerais ao microscópio. E para quem não saiba, os minerais juntos formam rochas. Por isso, na exposição há amostras de vários tipos de rochas.
E também há microfotografias dessas rochas, que são obtidas através das observações ao microscópio. Nestas micorofotografias, há imagens pouco e muito coloridas. As mais coloridas permitem identificar os diferentes minerais que compõem cada rocha.
Inspirados por esta colorida composição das rochas, os técnicos da UTAD criaram telas e juntaram-lhes um poema de autores conhecidos, como Miguel Torga, Fernando Pessoa, etc.

IMG_3252-768x1024
Na inauguração das exposições dedicadas aos minerais, o presidente da Câmara Municipal de Vimioso, Jorge Fidalgo, elogiou a professora Maria Elisa Gomes pela sua paixão pela geologia e referiu mesmo que a docente tem sido uma das grandes impulsionadoras das visitas das escolas ao Centro Interpretativo das Minas de Argozelo.
Espera-se agora que as escolas do distrito tenham a oportunidade de visitar ao Centro Interpretativo das Minas de Argozelo e simultaneamente, conhecer as duas exposições temporárias, dedicadas aos minerais.

Partilhar

Município de Vimioso

Praça Eduardo Coelho
5230-315 Vimioso

Telefone 273 518 120
E-mail gi.cmv@cm-vimioso.pt

© 2015 | Todos os direitos reservados

logo do apoio EU